17/10- Acrobacias brasileiras na Europa

Equipe Sol de acrobacias esteve no mês de Agosto na Europa para participar de três importantes competições da modalidade. O catarinense Renato Curreca, Renato Lopes, de Poços de Caldas, e o argentino Pablo Lopez, são os integrantes da equipe.
Pablo Lopez é um dos pioneiros nas acrobacias aéreas em parapente. Ele trabalha em parceria com a SOL Paragliders e ajuda as novas promessas do vôo acrobático, Renatinho e Curreca, a melhorarem seu desempenho.
É a segunda vez que Curreca participa de competições internacionais de acrobacias e a cada vez mais vem melhorando seu desempenho. Este ano, Curreca esteve em três competições: Acroaria, em Omegna, Itália; Acrovertigo, em Villeneuve, Suiça e Acrolac, em Chamberry.
Em Omegna, Renato Curreca e Renatinho conquistaram a sexta colocação nas duplas. "Eu nunca tinha treinado sincronismo e só conheci o Renatinho de Poços lá na Itália. Só tivemos três dias de treino", conta Curreca. Ele ainda conta que estava treinando bastante em Florianópolis, mas só as manobras que ele já conhecia e dominava, como as Espirais Assimétricas e Loopings, SAT e SAT assimétrico e manobras de stall. "Chegando lá, perguntei pra todo mundo as coisas que eu tinha alguma dúvida e fiquei treinando. Logo nos primeiros dias saíram os Helicópteros. Já tinha a manobra na cabeça, aproveitei que estava em cima da água e tentei até acertar", completa Renato Curreca.

Depois do Acroaria na Itália, a equipe Sol de acrobacias seguiu para Villeneuve, na Suiça, para o Red Bull Acrovertigo. Por causa do grande número de pilotos querendo participar da competição, a organização resolveu fazer uma classificatória. No entanto, esta decisão foi tomada em cima da hora e Renato Curreca não chegou a tempo para participar. Ficou de fora da competição, mas não deixou de voar. Logo em seu primeiro vôo em Villeneuve já mandou um MacTwist perfeito. "Já estava dominando o Helicóptero, agora queria aprender o MacTwist. Cheguei lá e perguntei pra dez caras diferentes como fazia o MacTwist. Todos me responderam a mesma coisa. Na hora que fui fazer, já tinha certeza que ia dar certo", conta. Além das acrobacias inéditas pra ele, Curreca também pôde treinar muitos "Giros da Morte" sobre a água, manobra que vale uns bons pontos nas competições.

De volta ao Brasil, Curreca está treinando exaustivamente as acrobacias aprendidas na Europa e aperfeiçoando as outras para conseguir patrocínios e fazer apresentações em eventos e participar das próximas competições de acro já sonhando com colocações melhores.
Além da Sol Paragliders, Renato Curreca tem o apoio da Cottonbaby.

para ver uma seção de acrobacias do Curreca   Clique Aqui


Autor:  Caio Salles
26/01  Espanhol fatura a Super Final do PWC 2013
13/11  Ajude a divulgação do voo livre
23/10  O recorde mundial por Frank Brown
23/10  Vídeo de apresentação da Amarok Expedition
22/10  Mais um recorde na Amarok Expedition
21/10  Domingo de vento e voo curto no sertão
19/10  Amarok Expedition
20/06  Alex Hofer fora do Red Bull X Alps
06/12  Vôo livre Brasil de volta
23/01  Brasileiro de Parapente 2007 acontece em Sapiranga-RS
Procurar por:
     Para fazer uma busca avançada clique aqui

| |
Home | Loja | Busca | Rádio | Cadastro | Seja Correspondente | Notícias | Reportagens | Fotos | Vídeos | Condições do Tempo | Calendário | Blog do China | Lista BR | PWC-Castelo-ES | | Amigos Voadores | ABP | ABVL | Fábio Fava | Lista Vôo Livre - SC | rrpuertas | Parapente Sul | Ventomania | Fly Limit | Ar livre | Academia de Vôo Livre Atibaia | Brasileiro 2006 | PWC2005 - geral | PWC2005 - França | PWC2005-Sérvia | PWC2005-Itália | English |